Seguidores

.

.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Encontro com Eric Fassin, na USP - SP

ENCONTRO COM ERIC FASSIN
(Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales e Ecole Normale Supérieur / Paris)
Sexual Democracy and the Racialization of National Identities in Today's Europe
(exposição em inglês)

Quando?  
03 de Novembro, às 17hs

Onde?
Sala 14 do Prédio de Filosofia e Ciências Sociais (andar térreo).
 
Quem?
Prof. Eric Fassin (Sociólogo e Antropólogo)

As pesquisas de éric Fassin tratam da politização das questões de raça e gênero/sexualidade no mundo contemporâneo. Essa politização diz respeito à naturalização das relações sociais que operam as discriminações tanto de gênero/sexualidade quanto raciais, assim como a sua crítica, em uma lógica de desnaturalização. O trabalho sobre as dinâmicas das minorias conduz também a uma reflexão sobre as normas hegemônicas, bem como sobre as transformações de seu status e de seu conteúdo. Trata-se de interrogar, de um lado, a politização das questões de gênero/sexualidade (e da questão racial); e, de outro lado, a sexualização e a racialização da política, a partir, por exemplo, das controvérsias em torno do “casamento homossexual”, da equidade de gênero, das estatísticas étnico-raciais e da participação das chamadas “minorias visíveis” na vida política. Suas investigações estão voltadas para as controvérsias (políticas e jurídicas, intelectuais e científicas, mas também religiosas) no domínio sexual (pornografia, assédio) ou racial (questão pós-colonial, identidade nacional), ou no cruzamento entre os dois (uso do véu, prostituição, violência sexual). A abordagem adotada privilegia uma etnografia do espaço público iluminando a etnografia das práticas cotidianas. Parte-se da premissa de que os debates no espaço público não são simplesmente o reflexo adiado da evolução das normas sociais. O espaço público informa os atores sociais e atravessa as normas. A pesquisa enfoca então os processos de subjetivação nas sociedades democráticas. A base empírica dos estudos está situada nos Estados Unidos, na França e na comparação franco-americana. Entretanto, há igualmente uma mirada transnacional, já que a democracia sexual é hoje mobilizada na retórica do choque de civilizações, opondo “eles” a “nós” em termos racializados.
 
Publicações recentes:
FASSIN, Eric & MARGRON, Véronique. Homme, femme: quelle différence?  Paris, Salvator, 2011.
FASSIN, Eric & SURKIS, Judith. Introduction. Transgressing boundaries. In: Dossier on sexual boundaries, national identities and transnational migrations in Europe. Public culture, 22(3). Durhan: Duke University Press, 2010.
FASSIN, Eric. National identities and transnational intimacies: sexual democracy and the politics of immigration in Europe. Public culture, 22(3). Durhan: Duke University Press, 2010.
FASSIN, Eric. Statistiques raciales ou racistes? Histoire et actualité d’une controverse française. In: FASSIN, Didier (dir.). Les nouvelles frontières de la société française. Paris: La Découverte, 2010.
FASSIN, Eric & FASSIN Didier (dir). De la question sociale à la question raciale ? Répresenter la société française. Paris: La Découverte, 2009.
FASSIN, Eric. Le sexe politique: sexe et genre au mirroir transatlantique. Paris, Ed. EHESS, 2009.
FASSIN, Eric. L’inversion de la question homossexuelle. Paris, Ed. Amsterdan, 2008.
FASSIN, Eric. Actualité de la « question noire ». In: BOUBEKER, Ahmed & HAJJAT, Abdellali (dir.). Histoire politique des immigrations (pos)coloniales: France, 1920-2008. Paris: Ed. Amsterdan, 2008.
FASSIN, Eric. Des identités politiques. Jeux et enjeux du genre et de la race dans les primaires démocrates aux États-Unis en 2008. Raisons politiques, n. 31. Paris: Presses de ScienesPo, 2008.
 

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Conferência Estadual de Políticas para Mulheres - BA

(Clique na imagem para ampliá-la)

II Encontro Baiano de Mulheres e Mídia - BA